O nosso trabalho distingue-se pela originalidade e qualidade, sendo a nossa maior prioridade a completa satisfação dos nossos clientes, na certeza de lhes oferecer organização, responsabilidade e segurança.
Morada: Centro Comercial da Portela,
Loja 2 R/c
2685-223 Portela Loures

 

Telefone: 219 431 004

 

E-mail : geral@aquassis.pt

Dia dos Namorados

O mês de fevereiro é o mês do romance. No dia 14 celebra-se o dia dos Namorados pelo mundo. Os amantes trocam juras de amor e todo o tipo de presentes em nome de São Valentim.

Vou desvendar a história deste Santo e contar como surgiram estas tradições.

  1. São Valentim – a história
  2. A origem do dia dos Namorados
  3. Quem é o Cupido?
  4. Celebrar o dia!
  5. O porquê das rosas vermelhas

 

1.São Valentim – a história

  Uma das lendas afirma que Valentim era um padre católico que serviu durante o século III em Roma. Na época, o imperador Cláudio II afirmou que os soldados solteiros eram melhores combatentes que aqueles que possuiam esposas e famílias; por isso, impôs a proibição dos casamentos dos homens jovens. Valentim contra tamanha injustiça continuou a celebrar o casamento entre os jovens amantes até ser descoberto. Como punição , Cláudio II ordenou a sua morte.

Outras histórias sugerem que um padre de nome Valentim fora preso e durante o seu cativeiro fora visitado por uma jovem pela qual se apaixonou perdidamente.

Antes da sua morte escreveu-lhe a declarar-se e assinou: “From your Valentine” ; expressão que se manteve até aos dias de hoje.

Valentim está associado a uma figura afável, heróica e extremamente romântica , tornando-o um dos santos mais populares ligado aos amantes.

 

2.A origem do dia dos Namorados

  Os antigos afirmam que a Igreja Católica, por volta de 270 d.C., para cristianizar a celebração pagã de Lupercália , começaram a celebrar o dia dos Namorados.

O festival de Lupercália celebrava a fertilidade e era dedicado a Fauno, Deus romano da agricultura.

No século XIV , os escritores Chaucer e Granson reinventaram a já existente festividade. Na época, vivia-se num mundo de casamentos infantis, forçados e combinados. A sua visão abriu mentalidades e mostrou-nos a necessidade do respeito e auto-respeito no namoro; e a importância da relação amorosa entre dois seres,  não assentando na lúxuria, no poder ou no dinheiro.

Realçou a importância do direito á livre escolha no amor e no direito a recusar avanços românticos.

 

3.Quem é o Cupido?

Cúpido era o deus responsável por espalhar o amor entre todos os seres, atirando as suas flechas mágicas. Era fiho de Vénus, deusa do amor e da beleza, e de Marte, deus da guerra, daí o uso do arco e flecha.

Foto de Michelle Leman

4.Celebrar o dia!

O dia de São Valentim tornou-se mais popular no século XVII . Nesta altura os amantes e os apaixonados  enviavam cartas onde expressavam os seus sentimentos.

Com o decorrer dos anos começaram a trocar todo o tipo de presentes: postais, doces, flores … e as rosas vermelhas.

 

5.O porquê das rosas vermelhas

  Ao longo dos séculos as flores simbolizaram fertilidade , amor, romance e casamento.Desde sempre utilizamos as flores para enviar mensagens…os apaixonados também se expressaram desta forma, uma vez que era inaceitável expor os sentimentos abertamente.

A rosa vermelha representa o amor, o romance e simboliza a paixão em várias culturas.

 

Fontes:

https://college.unc.edu/2020/02/chaucer-valentines/

https://www.poetryfoundation.org/harriet-books/2020/02/blame-falls-on-chaucer-for-valentines-day

 

Milaida Conceição